top of page
WhatsApp Image 2023-10-04 at 14.11_edited.jpg

Origem

Cada criança que nasce é a natureza que se renova , uma, outra, e outra vez...

Em Agosto de 2019, um grupo de pessoas movidas pela vontade comum de levar crianças a brincar em espaços exteriores começou à procura de sinergias que permitissem alcançar essa missão. Integraram esse grupo, pais, cuidadores, terapeutas e profissionais de ação social, saúde e educação.

 

Surgiu o embrião deste projecto com a designação "Brincar Fora da Caixa" que deu os primeiros passos com a presença na Feira da Dieta Mediterrânica de Tavira e Feira da Juventude.

 

 

 

 

Em Outubro, em colaboração com um dos Agrupamentos de Escolas, envolveram-se alunos de algumas turmas  para a sensibilização de temas relacionados com a Saúde Emocional e Relacional, no âmbito da comemoração do Dia Mundial da Saúde Mental.

Ainda nesse mesmo ano, e com o intuito, de espalhar mensagem pela comunidade em geral, criou-se rubrica "Despertares" na rádio Gilão, apontamento semanal das quintas-feiras de manhã, com temas e convidados ligados associados à infância, à família, ao bem estar e à saúde, com especial destaque para a promoção da saúde mental.

Em Fevereiro de 2020, é possível concretizar o "sonho" de realizar uma palestra na Biblioteca Municipal Alvaro de Campos, com a presença de alguém que muito inspirou o desenvolver deste projecto, o Prof. Dr. Carlos Neto, com a sua missão de vida dos ultimos 40 anos de, libertar as crianças da falta de tempo livre para brincar e ser activo na infância.

 

Ao longo do Verão de 2020, e dada a necessidade de  oportunidades para brincar em liberdade, realizaram-se alguns Encontros de Brincar ao ar livre. Assim, em Agosto, e em resultado das próprias vivências de plena Pandemia, assumimos finalmente a necessidade de dar um corpo e uma identidade mais consistente a esta energia que nos move, e criar a Associação Rotinas Selvagens.

Captura de ecrã 2023-10-04, às 22.24.30.png
Captura de ecrã 2023-10-04, às 22.27.43.png
Despertares.png
Captura de ecrã 2023-09-09, às 15.10.10.png
"Play leads to brain plasticity, adaptability and creativity. Nothing fires up the brain like play"

Stuart Brown, M.D.

Saiba mais sobre o(a) Rotinas Selvagens 

Quem gostaríamos de ser quando formos grandes ;)

A Rotinas Selvagens pretende ser uma forma de comunidade educativa não convencional, que procura criar experiências piloto, pondo em prática abordagens educativas com evidência de resultados positivos no desenvolvimento e na aprendizagem das crianças, futuros adultos do amanhã.

Os nossos princípios orientadores guiam-se por literatura, investigação e figuras de referências importantes na área da infância.

Captura de ecrã 2023-10-04, às 22.28.56.png

De todos eles salientamos:

Teoria de Integração Sensorial de J. Ayres, Teoria dos Touchpoints do Brazelton, o legado do Prof. João dos Santos, as Teorias do Brincar, dos Playgroups, das Escolas da Floresta, Montessori, Pedagogia Waldorf, Winnicott, Educação Emocional e do Child Lead Learning.

 

Acima de tudo acreditamos na curiosidade infantil, no "aparato biológico" com que a criança vem dotada desde cedo para se ligar ao outro que lhe é relevante, para comunicar e detectar padrões, e aprender ... perante a natureza nobre e poderosa, e inesperada, somos gratos à plasticidade neuronal e ao gigante poder de adaptabilidade e resiliência do ser humano, ao potencial da atenção humana, à interdependência e à mais valia que são as redes de suporte e a criação de sinergias entre pessoas e o meio (porque são as pessoas que fazem as instituições).

O brincar livre está em vias de extinção?

As Rotinas Selvagens têm uma oferta educativa e de atividades que visa resgatar, preservar e honrar o brincar livre.

"Temos vindo a perceber que existe uma necessidade de relembrar e re-educar muitos adultos acerca da importância do brincar ao ar livre.

 

A nossa sociedade está a tornar-se cada vez mais escolarizada, tanto em casa como na escola (antes mesmo da entrada para o 1º ciclo) e nas actividades extra-curriculares.

 

Este hiper-valorizar as actividades e as aprendizagens académicas estão a excluir a riqueza de um sem número de experiências de brincar na natureza, sem horários estruturados enquanto oportunidades  para o estabelecer dos alicerces fundamentais para a aprendizagem para a vida." - Angela Hanscom

Quem Somos: Sobre

Conheça-nos ainda melhor através do nosso vídeo de candidatura

bottom of page